Para lançar sua linha de cosméticos no mercado europeu, você deve estar em conformidade com o regulamento de cosméticos. A EcoMundo desenvolveu uma oferta de "full service" que atende às necessidades específicas de start-ups, pequenas empresas e pequenas e médias empresas.

 
1

REVISÃO DOS RÓTULOS E DAS REIVINDICAÇÕES

Revisão dos rótulos

A rotulagem e embalagem de seus produtos também é regulamentada pelo Regulamento de Cosméticos 122/2009. A aparência de seus rótulos e embalagens é primordial e é importante criar um design de sucesso do ponto de vista de marketing que também respeite precisamente as regras muito rígidas decretadas pelo Regulamento. Dependendo do país em que deseja comercializar seus produtos, você também terá que atender a diferentes exigências regulatórias relacionadas à tradução.

A EcoMundo se encarrega de examinar todos os seus rótulos e lhe fornecer uma checklist dos requisitos regulamentares aplicáveis para tornar seus rótulos e embalagens conformes à legislação sem afetar o design original.

Revisão das reivindicações

Estas são as reivindicações de eficácia de seus produtos. Elas são muito estritamente reguladas por regulamentos europeus e, em particular, pelo Artigo 20 do Regulamento 1223/2009, mas também pelo Regulamento CE 655/2013. Sua finalidade é garantir que as informações fornecidas ao usuário final pelas reivindicações sejam úteis, compreensíveis e confiáveis.

Nossos peritos em regulamentação são especialistas na revisão de reivindicações e sua intervenção economiza tempo e dinheiro. Eles lhe possibilitam evitar erros e lhe oferecem alegações alternativas, levando em consideração suas condições de marketing.

Prazos : 2 a 3 semanas

2

DOSSIÊ DE INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Todo produto cosmético deve dispor de um Dossiê de Informações sobre o Produto (DIP). A EcoMundo elabora o DIP a partir das informações dos produtos transmitidas.

UM DOSSIÊ EM 5 PARTES

  1. 1. Descrição do produto cosmético com base nas informações fornecidas
  2. 2. Relatório sobre a segurança do produto: Parte A + Parte B
  3. 3. Boas práticas de fabricação : EcoMundo valida a descrição dos métodos de fabricação utilizados e arquiva a declaração em conformidade com os BPF (em inglês GMP - Good Manufacturing Practices).
  4. 4.Prova do efeito reivindicado : EcoMundo valida as provas fornecidas a partir dos testes científicos e/ou de satisfação transmitidos.
  5. 5. Experimentos em animais : A EcoMundo valida as datas dos experimentos realizados pelo fabricante, seus agentes ou fornecedores a partir dos dados fornecidos.

Prazos: 2 a 3 semanas

3

RELATÓRIO SOBRE A SEGURANÇA DO PRODUTO COSMÉTICO

O relatório de segurança do produto cosmético (RSPC) representa a parte principal do DIP. Dividido em duas partes, é um requisito regulatório parte integral do Regulamento de Cosméticos 1223/2009.

Parte A

A Parte A do RSPC destina-se a coletar todos os dados necessários para a avaliação de segurança e é dividida em 10 seções.

O avaliador deve possuir um diploma oficial (por exemplo, Diploma em Farmácia, Toxicologia) reconhecido pelo Estado-Membro. Nossos peritos podem acompanhá-lo e cuidar diariamente dos Relatórios de Segurança do Produto em todas as instâncias. Garanta a segurança e a conformidade de seus produtos depositando neles sua confiança !

Parte B

A parte B é a do avaliador de segurança do produto e está dividida em quatro seções:

  • A conclusão da avaliação de segurança
  • A advertência e as instruções de uso que aparecem no rótulo
  • O raciocínio científico
  • As referências da pessoa responsável pela avaliação e aprovação da parte B

Conforme definido pela 'International Cooperation on Cosmetics Regulation (ICCR), "a avaliação de segurança de ingredientes cosméticos não é um procedimento padronizado, mas deve ser feita caso a caso usando os melhores dados científicos disponíveis. [...] A avaliação de segurança de ingredientes cosméticos envolve uma abordagem caso a caso que começa com suposições conservadoras e inclui abordagens mais sofisticadas. [...]”

A avaliação de segurança constitui a Parte B do Relatório de Segurança do Produto Cosmético e é obrigatória. Destina-se a provar que o produto cosmético não representa perigo para a saúde humana. Os farmacêuticos especialistas e toxicologistas da EcoMundo irão acompanhá-lo nesta avaliação de segurança.

Prazos : 2 a 3 semanas

4

Notificação ao CPNP

O Regulamento de Cosméticos 1223/2009 exige que qualquer organização que deseje colocar um produto cosmético no mercado europeu o notifique on-line através do portal de notificação do CPNP (Cosmetics Products Notification Portal) antes que o produto seja colocado no mercado.

O CPNP é um site que apenas a Pessoa Responsável e as autoridades competentes podem usar para acessar as informações do produto.

A EcoMundo se encarrega de todo o processo de notificação de seus produtos no portal do CPNP.

Prazos :2 a 3 semanas